Trixie Mattel tem lidado com muitas responsabilidades. A vencedora do RuPaul Drag Race All Stars 3, comediante stand-up e ícone da cultura pop está trabalhando em um novo álbum, lançando uma linha de cosméticos, trabalhando em um novo livro e planejando uma turnê. E está mudando de casa.

Mas Mattel disse à PinkNews que cresce com uma carga de trabalho pesada e nunca esquece o quão sortuda ela é de estar fazendo o que ama.

“Eu gosto de trabalhar, gosto de fazer coisas, gosto de ter dez coisas para fazer”, disse Trixie.

“Gosto de olhar para um dia em que sinto que há mais coisas a fazer do que posso suportar. Manhãs e noites, estações e coisas, para mim, trabalhar é apenas outro relógio, outra maneira de medir o tempo.

“Quando estou no meu pior, é quando não tenho nada para fazer. As drags famosas que se queixam da responsabilidade são ingratas”, disse Trixie.

Enquanto trabalhar sem parar não deixa muito tempo para uma vida social, ela está bem com isso e disse: “Eu não preciso de férias ou sair com os amigos, essas coisas realmente não me alimentam do jeito que essas outras coisas fazem.

“Eu tenho um namorado e tenho alguns amigos próximos e isso é tudo de que preciso.”

Ela continuou: “Honestamente, [o sucesso] é bom. Eu acho que as pessoas são realmente melodramáticas quando acham que é difícil.”

“Você já quis fazer o que você sempre quis, e consegue fazer isso em um nível massivo, com dinheiro suficiente para fazer do jeito que quer? É literalmente o que é.”

Trixie Mattel

Trixie Mattel admite que com a fama vem a pressão, mas sua maneira de lidar é simples.

“Há mais de uma expectativa, mas para mim, nunca foi uma questão de atender às expectativas de outras pessoas, de modo que isso não me incomoda.”

“Quando as pessoas dizem: ‘O que você acha sobre isso e aquilo recebendo ameaças de morte em seus comentários?’ Bem, ela não deveria ler os comentários. Você acha que RuPaul lê os comentários?”

“Eu consigo me expressar, eu posso agir de maneira estúpida, mas também sei ser inteligente. Eu consigo desenhar esse visual, fazer esse tipo de música e as piadas que faço. Provavelmente não durará para sempre, então estou amando agora.”

“Drag queens precisam estar mais em contato com a sorte que têm”, disse Trixie Mattel.

Mesmo nos momentos em que se sente mais deprimida, Mattel “verifica a realidade” sobre até onde ela chegou em sua carreira.

“Eu estava no noticiário da manhã no outro dia no Canadá. Eu tive que levantar às seis para me colocar em drag e então eu tive que me apresentar, e eu estava tipo: ‘Que se foda, eu não quero fazer isso.'”

“E então eu estava tipo, houve um tempo na minha carreira em que se eu tivesse que estar no noticiário na manhã seguinte, eu não conseguiria dormir porque eu ficaria tão animada.”

“Eu só tenho que lembrar o quanto cada pedaço disso significaria para mim o mundo há cinco anos.”

“Drag queens em geral precisam estar mais em contato com a sorte que temos de fazer isso, quantas pessoas morreriam por isso.”

Trixie Mattel

Em 2020, ela fará sua turnê One Woman Show, com 13 paradas no Reino Unido.

A estrela drag também estará se juntando à DragWorld em Londres pela primeira vez em agosto, e ela tem algumas expectativas de como a convenção será diferente da americana DragCon.

“Eu nunca fiz isso, ouvi dizer que é sob luz solar direta, realmente não estou interessada nisso.”

“Normalmente, no Reino Unido, os fãs são mais jovens e as pessoas têm cortes de cabelo mais esquisitos. As pessoas têm cortes de tigela azul.”