As gay fervorosa do Twitter ficaram com sentimentos bem divididos na segunda-feira quando RuPaul participou do Met Gala desmontado.

Camp foi o tema da festa beneficente Costume Institute do Metropolitan Museum of Art em 2019, afinal, muitos fãs achavam que o apresentador de Drag Race serviria um belo de vráu. Teria essa sido uma uma oportunidade perdida de mostrar às crianças como camp realmente é?

Ru explicou sua declaração de moda do Met Gala esta semana como convidado no The Late Show With Stephen Colbert.

“Isso é camp purinho, baby”, Ru explicou quando mostraram uma foto de seu look emplumada. “É lantejoulas, é zebra … Zaldy, que faz minhas roupas nos últimos 25 anos, fez essa roupa.”

“Eu não queria ir em drag porque pensei que ia ser um mar de drag queens”, explicou ele. “Eu realmente achei.”

“Eu pensei que todos os homens estariam vestidos como Divine”, acrescentou. “Mas nenhuma pessoa estava vestida como Divine. As pessoas realmente não entendem camp. É abstrato para a maioria das pessoas.”

Colbert então trouxe a noção de drag como uma declaração política. “O que fazemos em drag é mais importante hoje do que nunca”, respondeu Ru. “O trabalho da drag queen, o xamã, o bobo da corte, é ajudar as pessoas a entender que a vida não deve ser levada a sério”.

Ru também comentou sobre a candidata à presidência, Kirsten Gillbrand, que recentemente apareceu nos bastidores de um clube de drags enquanto fazia campanha em Iowa: “Os gays pagam impostos, as drag queens pagam impostos. Eu quero um político que vá ao meu clube de drags se eu pagar o salário deles. ”

Confira o vídeo do Late Show abaixo, em inglês, sem legenda.