Um novo aplicativo de relacionamento promete conectar os ‘papais’ com “ursos saudáveis”, e está enfrentando uma enorme repercussão, depois de confirmar que homens que vivem com HIV não são bem vindos.

O desserviço DaddyBear define os daddies como “homens ricos que têm mais dinheiro e riqueza do que você”. Mas exclui membros soropositivos porque a “maioria dos daddies cresceram no ambiente da epidemia da AIDS, e sabem proteger a si próprios e a você, e curtem o sexo seguro com você”.

DaddyBear

Quando perguntado sobre a postura do app, um representante do DaddyBear repetiu a afirmação nos comentários da publicação.

“Se você está preocupado em encontrar homens que vivem com HIV, então você pode ficar aliviado com o nosso aplicativo,” ele escreveu, “porque estamos fazendo nosso melhor para garantir que todos os usuários que você encontrar sejam saudáveis e sem HIV.”

O CEO do DaddyBear, “Justin,” confirmou a política “sem HIV”, afirmando que “ninguém gostaria de namorar pessoas soropositivas, a menos que [também] seja”. Isso em 2017, tá? Dá para acreditar?

DaddyBear

“A maioria dos sugar daddies não vivem com HIV, então não querem levar para casa souvenires indesejados,” ele acrescentou. “Porém, nós apoiamos que homens soropositivos tenham direitos de se relacionar com outros gays com HIV. Mas muitos sugar daddies gays bem-sucedidos não querem namorar homens vivendo com HIV, razão pela qual nós lançamos este aplicativo para atender a suas necessidades.”

A seção de críticas do aplicativo no iTunes foi bombardeada de comentários irritados.

“Aplicativo horrível que alimenta estereótipos e estigmatiza pessoas vivendo com HIV”, escreveu um usuário. “Este app não tem espaço na sociedade atual e pertence ao lixo junto com as bandeiras rebeldes e outros pontos de vista antiquados”.

Com informações do NewNowNext.