Jonathan Van Ness, o guru da beleza de Queer Eye, revelou-se não-binário, dizendo que ele já se identificava como um homem gay apenas porque achava que era o rótulo que “tinha que ter”.

A estrela da Netflix revelou à Out que prefere o pronome ele, mas não se identifica como homem, dizendo que “alguns dias me sinto como um menino e algum dia me sinto como uma menina”.

A confiança de Van Ness com a moda feminina o colocou na frente e no centro da gangue dos Fab Five, mas ele revelou que nem sempre foi assim.

Van Ness disse que ele sofreu bullying quando criança e brincou que as pessoas “o perseguiram com tochas e forcados”, gritando “viado” nos corredores ou empurrando escada abaixo por seu comportamento feminino.

“Quando criança, eu definitivamente usava cada esmalte, cada salto, cada lenço – eu definitivamente usava os lenços Hermès da minha mãe no meu cabelo e na cintura – eram as minhas saias, e eu adorava”, ele disse.

“Mas quando eu era muito jovem, eu realmente sofria intimidação por me vestir assim.”

“Eu não achava que eu poderia ser não-conforme ou genderqueer ou não-binário”, disse Jonathan.

Van Ness conseguiu se livrar dos valentões quando adulto, mas levaria anos para perceber que era não-binário.

“Eu realmente não associei [meu comportamento] ao ‘gênero não-conforme’ ou ‘não-binário’ ou tendo isso como uma identidade até recente porque eu acho que apenas pensei que amava saias e saltos e como uma espécie de Whole Foods Face”, disse ele.

“Eu apenas sou ou flexível ou não-conforme ou não-binário e, alguns dias, me sinto um menino e, alguns dias, me sinto menina. Eu não achava que era permitido não estar em conformidade ou ser genderqueer ou não-binário – eu sempre fui um ‘homem gay’ porque esse é apenas o rótulo que eu achava que deveria ser.”

Ele acrescentou: “Os comentários vêm de todos, mas eu realmente sinto que se você está se expressando e gostando do que realmente sente, então eu não me importo. Eu estou apenas sendo quem eu quero ser.”

Arrasou, Jonathan!