A estrela do pornô gay e modelo Colby Keller é o convidado da última edição do podcast The Love Bomb, do Nico Tortorella. Durante uma conversa bem pessoal, o ator falou sobre tudo, desde religião, como ele entrou na indústria pornográfica e como seus pais descobriram que ele era gay.

#TheLoveBomb is back. episode 17 – a man I love named colby. @colbydoesamerica #podcasts @atwillradio #niconiconico

Uma foto publicada por nicotortorella (@nicotortorella) em

“Eu ia à Barnes and Noble [uma rede de livrarias americana] com 15 anos de idade e comprava revistas pornográficas gays”, Keller contou a Tortorella. Ele mantinha suas revistas e fitas VHS pornô debaixo da pia de seu banheiro, mas um dia a caixa desapareceu e ele sabia que sua mãe havia encontrado.

Eventualmente, seus pais o confrontaram.

“Meu pai… foi até bastante solidário”, contou Colby. “Ele chorou. Mas fez tudo que pode com o vocabulário que tinha para tentar me confortar e fazer parecer okay”.

Sua mãe, porém, não encarou muito bem.

“Essa honrada mulher cristã, ficou nervosa. Tentava ler a Bíblia e eu fiquei tipo ‘não, nós não vamos fazer isso’. E ela me disse ‘eu queria ter uma arma, para matar você e depois estourar meus miolos por todo esse sofá'”.

Desde então, Keller não se refere a ela como mãe.

“Eu amo a minha mãe, e ela é realmente um ser humano bonito, mas parei de chamá-la de ‘mãe’ depois disso. Até hoje não a chamo de ‘mãe’ por causa desse incidente”, contou o ator.

Keller fez seu nome mundialmente no pornô. Ano passado, ele estrelou uma campanha de Vivienne Westwood e apareceu em um episódio de High Maintenance, da HBO.

O podcast pode ser ouvido na íntegra, em inglês, abaixo.