Hoje fazem 2 anos desde que me apaixonei por ti.

Antes de ti, me virava muito bem sozinho. Comigo não tinha essa de solidão, sempre me achei suficiente, mas ao mesmo tempo também sempre quis saber como é amar e ser amado. Em diversos momentos cheguei a pensar que passaria a vida sem aprender algumas coisas, até o dia em que tu apareceu e me ensinou. Nesses 24 meses aprendi muito mais do imaginava.

Aprendi que eu não preciso mudar ou me podar para que alguém tenha a disposição de me amar.
Aprendi que eu sou perfeito em todos meus defeitos, assim como todo mundo, e que existe alguém tão perfeito e imperfeito quanto eu.
Aprendi que fazer alguém feliz me faz feliz também.
Aprendi que fazer planos pro futuro pode ser uma alegria, e não uma agonia.
Aprendi que nem todo homem gay foge de compromisso.
Aprendi que sexo é bom e carinho também, mas que os dois juntos são melhor ainda.
Aprendi que o amor e o ódio não precisam andar de mãos dadas.
Aprendi que com teu suporte posso voar muito mais alto na vida,
e aprendi que voar a dois é muito melhor.

Não digo que nosso amor é igual ao de todo mundo: cada um tem (ou terá) o amor que busca. Mas se todo amor fosse como o nosso, acho que o mundo seria um lugar um pouquinho melhor. Se um dia eu me encontrar sozinho na vida novamente, não vou sofrer pela falta de um amor. Vou lembrar que tive o amor da minha vida, e que foi eterno.

De todas as lições que aprendi na vida, a que você me ensinou foi a mais importante. Obrigado por ser meu professor.

Filipe Gazen