Billy Porter, estrela da maravilhosa série Pose, do canal americano FX, diz que, apesar das opiniões contrárias, ele vai viver sua verdade usando vestido.

Falando exclusivamente para a PinkNews, Porter revelou por que ele acha que a moda é um “ato político”.

“Eu quero ser uma peça de arte política quando eu chegar”, disse Billy.

O ator de Pose falou sobre o impacto de ser rotulado “a causa da emasculação do homem negro” depois de usar vestidos.

Billy Porter no Oscar 2019. Foto: Frazer Harrison/Getty Images.

“Eu não sabia que tinha tanto poder, mas agora que sei, você pode esperar que eu esteja mostrando meu poder em todas as chances que eu tiver”, afrontou.

Porter, que foi uma das atrações principais da Parada LGBT de Londres, é conhecido por seus looks icônicos no tapete vermelho.

Vestindo desde um vestido-smoking no Oscar até um look totalmente de ouro da cabeça aos pés no Met Gala, Billy Porter mostrou que não tem medo de quebrar limites quando se trata de moda.

“Se estou aqui usando um vestido, por que isso importa?”, disse.

Billy Porter no Met Gala 2019.

Leia também: Billy Porter critica atores héteros que são premiados por papéis gays

Quebrando o patriarcado

“Qualquer mulher que use calças é considerada forte porque as calças estão associadas ao patriarcado.”

A estrela de Pose disse estar orgulhosa de usar vestidos e se destacar em uma indústria que é “geralmente reservada para mulheres”.

Porter também falou de seu desapontamento com a reação controversa a seus trajes de gênero não-conformes no tapete vermelho.

Billy Porter no Tony Awards 2019. Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images.

Ele explicou: “Sabe, o mais decepcionante foi a reação dos negros. Isso foi o pior de tudo”.

E completou com um belo de um recado: “Nós [gays] estamos aqui. Respeite-me como ser humano. Você não precisa gostar.”

Porter, que recentemente estrelou no clipe da Taylor Swift de You Need to Calm Down, acrescentou que um de seus looks favoritos no tapete vermelho foi seu “vestido de útero” no Tony Award, feito das cortinas Kinky Boots – um musical da Broadway que o viu ganhar o Tony de Melhor Ator em 2013.

Você acha que personagens gays deveriam ser interpretados apenas por atores gays?

Confira parte da entrevista, em inglês: